Escolha da pós-graduação deve ser baseada no momento profissional

Por: Equipe InfoMoney

Especialização, MBA, extensão, mestrado acadêmico ou mestrado profissionalizante? Antes de optar por uma dessas modalidades de cursos de pós-graduação é preciso que o profissional entenda, com o máximo de clareza, quais são as exigências da posição que está ocupando naquele momento.

Ao longo da carreira, todos estão expostos a um aprendizado constante, já que o dia a dia de cada profissão exige que sejam propostas novas soluções, além de permitir que se aprenda tanto com o desempenho dos outros profissionais quando com os próprios erros cometidos.

A formação, no entanto, tem seu objetivo específico: “os cursos formais de aprendizagem são para direcionar e aprofundar”, explica o professor do Insper, Aloisio Buoro.

Do que você precisa?

Mas, antes de direcionar e aprofundar seus conhecimentos, é preciso entender qual é o momento da vida profissional que você está. O coordenador dos cursos de MBAs da escola de economia da FGV-SP, professor Rogério Mori, explica que, para os recém-formados, os cursos de pós serão úteis, principalmente, para complementar determinados pontos que não foram vistos na faculdade.

Com isso em mente, os cursos de curta duração, conhecidos como extensão universitária, são os mais indicados, “complementação da formação acadêmica, esse é o espírito”, avalia Mori.

Já para os profissionais com uma experiência executiva relevante, ou seja, de quatro a cinco anos em uma posição como coordenação ou gerência, os MBAs serão mais bem aproveitados. Nessa modalidade, ao escolher uma boa escola, o aluno entra em contato com outros profissionais, podendo trocar experiências, aumentar seu networking e se atualizar. O fato de estar maduro vai ser essencial para o bom aproveitamento do curso.

Para tudo tem um momento certo

O principal objetivo dos cursos de pós-graduação é permitir que o profissional se desenvolva, o que, consequentemente, fará com que avance na carreira e alcance cargos melhores e salários mais altos. Mas deve-se observar que alguns passos devem vir antes do que outros.

Para chegar ao nível de gerência, por exemplo, é preciso passar por diversas etapas e, em cada uma delas, será preciso aprimorar um determinado conhecimento. O profissional, portanto, não deve optar por cursos mais amplos se ainda não tem o pleno domínio da sua área.

Na prática, se você é um analista pleno e está de olho no cargo de gerência, prefira primeiro realizar cursos de especialização na sua área antes de se matricular naqueles que te ajudariam a ser um bom gerente, como os cursos de gestão.

Mudando de área

Os cursos de pós também são úteis para aqueles que querem mudar de área ou simplesmente se especializar em algum setor que não foi o foco da sua graduação. Segundo o coordenador do centro de especialização da PUC-SP, professor Luiz Guilherme Conci, é possível, por exemplo, que alguém que trabalhe na área de recursos humanos de uma empresa mude para marketing, contando com a ajuda dos cursos de pós.

Há também exemplo de muitos profissionais que apesar de terem optado por determinada graduação, quando vão para o mercado de trabalho se identificam mais com outra área, diferente da estudada. A pós-graduação permite fazer um realinhamento da carreira sem ter, necessariamente, que passar por uma nova graduação.

Outra modalidade de cursos, relativamente mais recente, é o mestrado profissionalizante. Essa opção se difere do mestrado tradicional, pois é mais voltada para o mercado de trabalho, ou seja, para os problemas reais das organizações. “Guarda características acadêmicas, mas é voltado para o público executivo”, explica Rogério Mori. É considerado como um meio termo entre o mestrado acadêmico e o MBA.

Profissionais que optam por esse tipo de curso são mais voltados para a pesquisa e já devem ter atingido um estágio mais elevado no desenvolvimento da sua carreira, além de estarem interessados em um curso que ofereça um densidade acadêmica maior.

ENTRE EM CONTATO CONOSCO

Nossos consultores irão entrar em contato em breve.